Cenário Econômico Nacional – 04/01/2021

Confira os destaques do Cenário Econômico Nacional desta semana:

No executivo a semana continua sem definição do plano de imunização. O Ministério da Saúde informou que o cenário mais otimista para o início seria em 20 de janeiro e o mais pessimista 10 de fevereiro. Apesar disso, ainda não foram informadas quais as vacinas serão usadas ou como será feito a aquisição de outros materiais como seringas.

O governo de São Paulo manteve a data de 25 de janeiro como limite para o início da vacinação no estado mesmo com o atraso da 3º fase da Coronavac.

No legislativo Rodrigo Maia lançou seu candidato à presidência da câmara, Baleia Rossi do MDB de São Paulo. Bolsonaro disse que onde Maia estiver, ele estará ao contrário, manifestando em público sua predileção por Arthur Lira na presidência da casa.

Agora partidos mais tradicionais de esquerda como o PT e PSOL cogitam ou apoiar Baleia numa ampla frente contra o candidato do governo, ou lançar candidatura própria.

Na semana passada o Ministério da Saúde afirmou que a vacinação no Brasil começará entre 20 de janeiro e 10 de fevereiro. Apesar disso, ainda não há confirmação por parte da Anvisa ou até mesmo dos laboratórios da data de disponibilidade das vacinas.

Procurado sobre o assunto, Bolsonaro afirmou serem os laboratórios que deveriam estar interessados em regulamentar e procurar o Brasil, e não o contrário. Já Pazzuelo disse que não havia necessidade de angústia e pressa para a vacinação.

A Pfizer disse ainda que não entrará com uso emergencial na Anvisa, porque a agência tem exigências demais. Na quarta (30), a Fiocruz avisou que pode entrar com uso emergencial da vacina da Oxford. Por fim, o Ministério da Saúde fracassou na aquisição das seringas para a vacinação. Das 331 milhões que eram intenção de compra, só foi possível adquirir 7,9 milhões de unidades.

Já Dória em São Paulo manteve-se firme em relação à data limite de vacinação do estado no dia 25 de janeiro mesmo que a Coronavac tenha apresentado atrasos de regulamentação imprevistos.

No legislativo, Rodrigo Maia lançou a candidatura de um aliado, Baleia Rossi do MDB de São Paulo. Bolsonaro disse que onde Maia estiver, ele está no lado oposto, manifestando assim seu apoio a Arthur Lira. Já os partidos mais alinhados à esquerda como PT e PSOL avaliam se vão apoiar o candidato de Maia ou lançar uma candidatura própria.

Esse cenário de candidatura própria é quase certo para o PSOL. O PT, por outro lado, pede concessões a Baleia. O Partido dos Trabalhadores exige que Baleia, caso eleito, dê espaço à oposição e que analise as dezenas de pedidos de impeachment parados.

Na semana passada foi a vez da Nest Asset Management manifestar suas previsões para a taxa básica de juros no ano que segue.

De acordo com Otávio Vieira, sócio e gestor da área de crédito da empresa, já é possível ver um certo desequilíbrio nas cadeias produtivos do Brasil. Ele ressalta o óleo, gás, minério de ferro e a falta de investimento em novas plantas em anos anteriores, o que, de acordo com ele, causou descompasso entre oferta e demanda.

A Nest Asset Management aposta numa Selic que chega a 5% ao ano em 2021 ou, até mesmo, ir, além disso. Ele disse que quando as pessoas voltarem a consumir, os preços vão aumentar, de modo que para conter a inflação o BC aumentará a Selic.

O IGP-M é o índice usado nos contratos de reajuste de locação de imóveis e é divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O índice encerrou 2020 com alta de 23,14%, maior alta desde 2002 quando o índice atingiu 25,31%.

O IGP-M é bastante sensível a variações do dólar, de modo que a guinada da moeda dos Estados Unidos este ano representa bastante da elevação do índice. Além disso, houve o avanço do preço das commodities.

O IPA (índice de preços ao produtor amplo) teve avanço no ano de 31,63%. O IPC (índice de preços ao consumidor) ganhou 4,81%. Já o INCC (índice nacional de custos de construção) teve ganho de 8,66%.

O ano de 2020 termina com a projeção do IPCA para 4,39%. Foi um mês de dezembro com aguçada alta no índice uma vez que há um mês o IPCA estava projetado para subir 3,54%.

Durante todo o ano o principal responsável pelo aumento do índice foram os preços dos alimentos e das bebidas. Em segundo lugar podemos citar a energia e os transportes.

O centro da meta do Banco Central para este ano era de 4%, mas podendo haver variações de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Dessa forma, apesar do IPCA estar acima do centro da meta, não ultrapassará a banda superior.

O Brasil, foi entre os países emergentes aquele que apresentou menor queda do PIB durante a pandemia da Covid19. Grande parte desse sucesso se deu por meio do auxílio emergencial para 60 milhões de pessoas.

Por outro lado, esse mesmo auxílio emergencial aumentou os gastos de governo, de modo que o Brasil foi o país emergente que mais prejudicou sua relação PIB dívida durante a crise. Com gastos de 620 bilhões a dívida bruta do Brasil saltou de 75% para 91% do PIB.

Certamente esse será um tema central das discussões econômicas em 2021 que pautará as políticas fiscais e monetárias.

Na segunda (28) o Bovespa fechou em máxima recorde desde janeiro. Isso se deu pela aprovação dos Estados Unidos no pacote de auxílio e o otimismo mundial em relação ao acordo comercial do Brexit. O índice subiu 1,12% chegando a 119.123,70 pontos.

Na terça (29) o índice continuou subindo 0,24% chegando até os 119.407,50 pontos. Os especialistas afirmam que o Ibovespa deve fechar positivo o ano de 2020.

Já o câmbio girou ao redor da casa dos R$ 5,20 ao longo do início da semana.

Research Matarazzo & Cia. Investimentos 
https://blog.matarazzo-cia.com/ 
04/12/2021

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *